quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Bonito: Rio Sucuri


O passeio do Rio Sucuri começou mais tarde (11h), então nesse dia pude dormir um pouco mais. Chegando lá, desfrutei do almoço da fazenda (o que a essa altura estava virando um bom costume) e dei uma volta para passar o tempo.



Na hora da verdade, nos equipamos, pegamos um caminhão, fizemos uma trilha bem curta passando por algumas nascentes e caímos na água. Diferenças importantes quanto ao Prata: é mais fundo, a corrente é mais forte, não tem bifurcação, tem menos peixes (quantidade e variedade), tem mais vegetação e a água é bem azul. A descida é bem tranqüila (so se deixar levar) e acaba numa plataforma que tinha um cardume de piraputangas, ou seja, perfeito para tirar fotos. Ao voltar à fazenda, mais um trecho de caminhão e uma boa ducha (com opção de água quente). 











  
video

Já no hostel, tomei um belo banho e depois comi um prato de macarrão com frango (não é a melhor nem a pior coisa do mundo, e mata a fome). Fiquei conversando com uns gringos da Alemanha e Inglaterra até tarde e depois fui ao centro. O mais engraçado dessa noite foi que quando estava voltando, um cara parou do meu lado de moto e puxou papo. Onde você conversaria no meio da madrugada com um estranho de moto no meio da rua? Não no Rio... mas em Bonito é outra história. Ele acompanhou por um tempo (principalmente depois que descobriu que eu era carioca- o que às vezes parece ser meio aberração lá) batendo um papo, despediu-se e foi embora, mas não antes de oferecer uma carona. Como não atingi esse nível de desconfiança, continuei andando... andar pela rua a noite é muito bom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário